Número de refugiados iraquianos que fogem do Estado Islâmico aumentou nos últimos meses

ROMA, 30 Out. 14 / 09:29 am (ACI/EWTN Noticias).- Há pelo menos 700 famílias cristãs provenientes de Mosul e da planície de Nínive vivendo como refugiadas em moradias e alojamentos precários em Bagdá, depois de serem forçadas a abandonar as suas casas diante da ofensiva dos Jihadistas do Estado Islâmico (ISIS). Foi o que confirmou em declarações à agência vaticana Fides, Raad Jalil Kajaji, responsável pelo escritório de financiamento para os cristãos, yazidis, sabeus e mandeus. Explica também que o número de refugiados cristãos que chegaram à capital continua aumentando a cada dia, e exortou as organizações de socorro internacionais a apoiar com mais força as autoridades locais para enfrentar esta emergência humanitária. Jalil, que em 27 de outubro teve uma longa conversa com o Patriarca da Babilônia dos Caldeus Louis Raphael I na sede do Patriarcado, informou que os recursos governamentais disponibilizados pelo Gabinete estão acabando e as condições de sobrevivência dos refugiados –abrigados em escolas, Igrejas e locais de associações cristãs– estão piorando com a chegada do inverno. Segundo fontes do Ministério de migração e dos refugiados, as famílias deslocadas do norte do Iraque, que encontraram abrigo em Bagdá são um total de mais de 19 mil. http://www.acidigital.com/noticias/numero-de-refugiados-iraquianos-que-fogem-do-estado-islamico-aumentou-nos-ultimos-meses-52077/